Mãe

May 12, 2019

 

Mãe. Se eu pudesse te dar tudo eu te daria. Não só porque sei que tu faria o mesmo por mim, mas sim porque tudo que me ensinastes é real. É tocável. É verdade. Ta daria quase tudo, na verdade. Primeiro porque se pudesse te dar tudo, não teria graça. Segundo que enxergar a tua vida, sem teus percalços também não teria graça, pois eu não estaria aprendendo contigo como contornar tuas pedras no caminho e tão bem como sei que contorna. Talvez se tu tivesses tudo, me daria o mesmo e eu não herdasse teu melhor lado, o de guerreira. Mas tu te enganas se acha que esse é teu único ponto forte. Um velho ditado diz que nos momentos de crise é que nós mostramos o que somos e a que viemos. Pois então eu estou escrevendo para te dizer e deixar registrado que ainda não conheci ao longo dos meus 34 anos, alguém mais humana do que tu. Teu caminho é amar o próximo e isso começa pelos que te rodeiam. Nós, seres humanos, somos postos à prova o tempo todo e por vezes falhamos, mas aprendi que o nosso lado mais forte nunca falha. Ele prevalesse e mostra a nossa verdadeira personalidade. Tu nunca desiste e sempre acredita nas pessoas. Tu me ensinou demais mãe. Ultimamente estamos vivendo tempos cruéis em que nosso país esta mergulhado numa ode à mediocridade. Orquestrado por um fantoche que cospe sua bestialidade em um tom assustador mesmo que seja apenas com 140 caracteres. Cercado por um bom punhado de “desgovernantes” e sustentado por 57 milhões de desumanos que deram voz aos supracitados. Nem por isso deixamos de acreditar, na verdade eu tenho chegado bem perto da descrença, mas tu nunca me deixa tocar o chão. Como sempre, diga-se de passagem. Tuas palavras me erguem nos momentos mais complicados (ultimamente de perplexidade) e encontro no fundo uma força pra seguir que achava que não tinha. É como se tu me mostrasse o caminho. Queria dizer mãe, que no fundo, acho que tu sempre me mostrou o caminho. Seja numa opinião difícil ou quando suplicava pra sair levando um casaco. E falando em temperatura, teu caloroso amor nunca faltou e minha retribuição, apesar de nunca ser à altura, vai ser sempre com todo amor possível e do fundo da alma. Talvez mãe, um dia nós dois juntos entendamos de uma vez por todas os motivos dessas pobres almas e o porque de tanta desumanidade, pois não bastaram os livros de história e nem as películas de Hollywood. Talvez também mãe, não venhamos a descobrir nada disso, mas até lá teríamos vivido juntos e aprendendo um com o outro que amor de mãe e amor de filho, não só se completam como superam qualquer coisa, qualquer adversidade. Acho que nesse dia das mães o maior presente que eu podia te dar era escrever te dizendo que tu me fez muito feliz e me ensinou demais sobre humanidade e sobre como ser uma pessoa boa. Pode ter certeza mãe, que isso nunca vai sair de mim, nem hoje, nem amanhã e nem no meu último suspiro. Te amo mãe, meu orgulho.

Please reload

Textos em Destaque

Fusca Azul 1979

November 16, 2016

1/10
Please reload

Mais recentes...

January 24, 2020

June 3, 2019

May 12, 2019

February 13, 2019

December 23, 2018

August 2, 2018

August 1, 2018

December 6, 2017

Please reload

Arquivos
Please reload

Tags