Maio de 2014, foi no dia 22

May 25, 2018

 

Turim, quinta-feira, 22 de maio de 2014.

 

Sabe o que eu queria? Para entenderem o quanto vos amo, queria que a saudade que sinto de casa fosse refletida em cada gota de chuva que cai lá fora, mas que antes coloquem um óculos de sol por precaução. Queria que ao mesmo tempo eu pudesse me transportar para os vossos abraços e falar de tudo que já vi em uma conversa de ao menos algumas horas regada ao odor do café e com fundo da musical de Ludovico Einaudi (se puderem leiam isso escutando "una mattina", sua melhor música). Queria mostrar pra vocês (Julio Cesar, Mara e Ana) cada canto desse pedaço do velho mundo, mostrar as coisas que aprendi, cada ponto, cada lugar, cada gesto desse povo, suas vidas, seus costumes, sua gente, nossa gente. Mostrar que aprendi que a base da nossa família é sim feita de sabedoria e que durante todos esses anos honramos cada linha que lemos e cada palavra a qual ensinamos. Queria dizer também que a partir de hoje, nunca ousem virem à Itália sem me carregar, nem que seja na mala, nem que eu seja a mala, ou talvez "o" mala. Que não ousem entrar em Roma sem comer um spaghetti alla matriciana, que não ousem entrar em Verona sem ver um show na sua charmosa Arena, que não ousem ir a Firenze sem que antes eu vos conte a história dos Medici, que não ousem ir a Napoli e voltar sem comer uma pizza margherita, que não ousem vir a Turim e não ir ao Monte de Cappuccini ver o pôr do sol e também não subir em cima da torre Mole Antonielana para descobrir a imponência dos alpes, que não ousem ir a Veneza e não ir a um baile de máscaras e andar nas gôndolas, que não ousem não ir a Pisa e fazer aquela foto maluca segurando a torre, que não ousem não ir ao lago Como e nele ver o reflexo do sol num entardecer qualquer, que não ousem não tomar banho de sol nas praias da Sardegna, que não ousem ir a Milão e não tomar um cappuccino em frente ao Duomo, que não ousem não falar "buongiorno", que não ousem não vir à Itália, que não ousem sequer pensar que isso não será possível. Mas que acima de tudo, ousem muito. Pois eu, sem ousar, vos digo que em dois meses trocarei o país mais lindo do mundo pelas pessoas mais incríveis presentes nele.

Please reload

Textos em Destaque

Fusca Azul 1979

November 16, 2016

1/10
Please reload

Mais recentes...

January 24, 2020

June 3, 2019

May 12, 2019

February 13, 2019

December 23, 2018

August 2, 2018

August 1, 2018

December 6, 2017

Please reload

Arquivos
Please reload

Tags