Intocável


Alheio ao olhar mais puro e sublime, bloqueado por uma parede imaginária e estúpida, cercado por uma nuvem negra de pessimismo, assim me senti e às vezes ainda me sinto. Difícil acreditar no ser humano, mas enfim, é um ser humano. Pois se é verdade que os olhos são a janela da alma, me comunico melhor com um cão do que esses seres humanos muitas vezes. De qualquer forma, não vou mudar, serei sempre eu e desejo que você seja sempre você. Seja puro e verdadeiro, sem medo errar, afinal, vai dar errado. Faz parte. E se não desse, onde está o toque de realidade? Carregando com si mesmo um sentimento quase que infantil de que qualquer conto de fadas fará parte dos seus mais misteriosos sonhos, seja puro e verdadeiro mais uma vez. E outra, e outra, e assim para todo o sempre. Caso não tenha percebido, isso é uma ordem. Antes um sonhador triste e decepcionado, mas confiante nos seus princípios do que um pobre enganador e feliz com a desgraça alheia. Frio e sem escrúpulos, maldoso e vingativo, não amar e não ser amado, belo padrão de vida, não? Mentirosos escondidos atrás de uma falsa segurança, uma segurança tão fútil quanto suas mentes ocas de sentimento e cheias de vento. Verdadeiramente sem nada a oferecer, sem perspectiva, sem um sorriso, sem vida. Vivi um mundo de emoções, fui falso e não deu certo, afinal aquele não era eu, sou sentimental e cheio de vida. Estou sempre rindo e chorando de felicidade, nada é melhor do que isso, recompensado com um filtro chamado “ser eu mesmo” vou sendo agraciado de amizades verdadeiras e pessoas de boa índole, o que mais eu quero? Se afinal de contas o que mais importa é carregar minhas histórias de vida cheia de personagens de amor puro e alma limpa e plena. Quando me perguntarem um dia, direi: “Vivi assim, intocável à estupidez!"

Textos em Destaque
Mais recentes...
Arquivos
Tags
Siga-nos...
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

ENTRE EM CONTATO

© 2020 por Julio Lombaldo.